Você sabe que tem uma mãe incrível quando com 17 anos, você fala: "Mãe quero viajar, fazer um intercâmbio!". E ela super te apoia, te leva em feiras de intercâmbio, paga passagem, escola: "Mas hospedagem e dinheiro para levar você se vira.."

 

Se com vinte e poucos anos já é difícil saber o que quer da vida, imagina com 17?

 

Realmente não estava muito claro o que eu queria, mas eu precisava descobrir. Então em Julho de 2011 fiz minha primeira viagem: Buenos Aires. Escolha muito feliz, oooh lugar com pessoas simpáticas, extrovertidas e festeiras... Ah os latinos <3 são pessoas com coração tão bom, sempre dispostas a ajudar.

 

woman-trip-mulheres-viajantes

 

Fugindo da regra não fiquei em casa de família, escolhi um hostel, que estava mais pra albergue estudantil. Mas foi uma excelente escolha, haviam universitários de diversos lugares da América do Sul, com diversas carreiras em andamento, lindo de ver! Uma inspiração atrás da outra.

 

Imagina como voltei pro Brasil? Deslumbrada! E era isso que eu queria pra vida: viajar, viajar, viajar. Essa era a minha motivação. Todos os dias eu me imaginava no meu próximo destino. Trabalhava para guardar dinheiro para viajar.

 

Quando em 2013 fui pra Inglaterra, Brighton para ser mais específica. Oh lugar delícia! Fui fazer intercâmbio, porém o inglês ainda é algo que me pega, em apenas um mês não consegui desenvolver da maneira que queria. Mas só as experiências que tive lá, foram válidas para minha bagagem.

 

woman-trip-mulheres-viajantes

 

Assim que cheguei no Brasil deu um aperto no coração, aquela vontade de "quero mais"... Não seja por isso, mais um ano guardando dinheiro para o próximo destino, e pela primeira vez, acompanhada de 3 mulheres maravilhosas, em uma aventura incrível: Deserto do Atacama e Salar de Uyuni.

Nossa que lugares, que paisagens de tirar o fôlego,de realmente agradecer por estar presenciando aquilo ali diante dos seus olhos. Muitos momentos fiquei sem palavras só admirando a grandeza da natureza.

 

Mais uma bagagem repleta de histórias voltava para o Brasil e não sei se repararam, mas era quase uma tradição, todo ano par eu guardava dinheiro para viajar no ano ímpar, 2011, 2013, 2015 e aí chegou 2017, não podia quebrar essa corrente, vai que dá azar, não queria correr o risco kkk. Porém, acho que todos lembram da dificuldade financeira que foi 2016, não consegui me planejar para uma próxima viagem e isso estava me abalando muito mais do que eu imaginava.

 

woman-trip-mulheres-viajantes

 

Foi quando alguma coisa virou a minha “chavinha”, e eu decidi que precisava de uma grande motivação de vida, realmente grande. 15 dias, um mês a cada 2 anos não estavam sendo suficientes, então uma amiga que nunca tinha viajado na vida me pediu para acompanhá-la em seu primeiro mochilão, pois ela assim como muitas mulheres tem medo de viajar sozinha e quem nega um pedido de companhia pela Europa? Porém meu instinto foi um pouco além, já que estaria lá e sabia que não ia querer voltar, tomei AQUELA decisão, não voltar, pelo menos não por ora. Então no final de setembro de 2018 começaremos essa aventura e depois de dois meses de mochilão pela Europa, minha amiga volta, mas eu não, sigo viagem para Dublin e de lá não sei o que me espera, mas eu quero descobrir… E volto para contar para vocês!

 

Até a próxima ;*