Olá amigos, resolvi escrever (um pouco, rs) sobre essa nova experiência que vivi. Minha mãe (incrível por sinal!) segue um blog de mulheres que viajam sozinhas e, desde então, sempre incentivou que eu também fizesse algo por conta! Nesse blog, as mocinhas que viajam compartilham os momentos vividos com as outras integrantes, contando sobre os hotéis, lugares, passeios e amigos! No começo eu pensava: "Meu Deus qual a chance mãe? Puro autismo. Eu amo falar... Vou falar com quem? Sair com quem? Curtir com quem?".
 
Eis que aprendi, em Porto Seguro/BA, que eu podia conversar comigo mesma. Coisa que não fazia há tempo! Podia refletir, repensar, replanejar metas... Podia sair na minha companhia, que por sinal me agrada e muito. Podia curtir a Mariana que estava escondida no meio a tantas obrigações do dia a dia.
 
Quando percebi tudo isso, foi muito fácil conhecer pessoas legais, fazer amigos, sair pra beber, conhecer a cidade, caminhar, passear. Foi animal! Confesso que estava bem receosa, não fiz a mala com empolgação e chorei na noite anterior. Mas, quando pisei no aeroporto tudo se transformou, me senti tão independente, tão bem sucedida, realizada! Voltei com minha bagagem lotada de novas experiências, ideias e transbordando paz e amor.
 
Indico a todos e principalmente TODAS que assim como eu, ainda não tinham tido coragem: viajem sozinhos! Eu sempre convidava as pessoas e ouvia as mais diversas coisas: "viajar de novo Mariana?", "você viaja muito", "é muito caro", "onde você arranja dinheiro?", "nossa quanto você ganha?", "vamos em outra data". Menos um: "Viajar? Sim, tô dentro!". E eu sempre desistia da ideia e me magoava com as reações!
 
De agora em diante, nunca mais! Como disse, quando voltei da Disney em março: continuam todos convidados caso queiram me acompanhar! Porém, se não quiserem ou não puderem, "beijinhos nem me liga" hahah.
 
 
MALAS PRONTAS É HORA DE IR...
 
Data : Setembro/2015
Local : Porto Seguro/BA
 
A ida ao Aeroporto sempre me deixa com um frio na barriga, exceto por esta única vez, onde toda ansiedade fora substituida por um grande medo, afinal era a primeira vez que eu viajaria sozinha. Com apenas 21 anos eu não imaginava o quão inusitada e incrivel seria essa viagem.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Ao pisar no aeroporto já me senti mais confiante, que sensação maravilhosa, me despedir da família, imaginando inúmeras situações que poderiam acontecer, transparecendo o máximo de segurança e felicidade que conseguia. O vôo foi incrível! Assim como muitas de vocês, sou gamada nas pontes aéras rs. Chegando em Porto me direcionei a um taxi e fui direto ao Hotel. No primeiro dia, fiquei apenas me habituando ao local, não saí, apenas fui para a piscina e bar do próprio hotel. Conversei muito com todos os funcionários sobre passeios, festas, etc. Afinal, não tinha absolutamente NADA programado.
 
Neste mesmo dia, na parte da tarde, um guia indicado por algumas amigas foi até o meu hotel. Haviamos nos falado poucas vezes pelo whatsapp e ele foi muito atencioso. Me apresentou todas as opções e disse que não precisava decidir na hora, ia pagando na medida que fosse conhecendo. Programamos assim apenas o 2º dia.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Primeiro conheci a Praia de Trancoso. Fui em uma van que passou logo cedo no meu hotel. O passeio me custou muito barato, chega a ser surpreendente. A van tinha uns 15 passageiros, o que era muito bom pois nos conhecemos, fizemos amizade , conversamos e nos divertimos muito. Passei o dia na maior tranquilidade no Fly Club, ouvindo música e apreciando uma paisagem maravilhosa. Em seguida, fomos para Arraial d' Ajuda, conhecer a pequena e encantadora cidade vizinha.
 
No outro dia resolvi me aventurar, me sentia tão corajosa. Fechei um mergulho em alto mar. Nunca havia feito nada parecido antes. Entrei num barco e naveguei durante 40 min, onde tivemos instruções de como deviamos nos portar durante o mergulho.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Cada turista é acompanhado por um instrutor e eu teria que esperar minha vez, não pensei duas vezes, tirei a roupa e cai na agua. Quando meu instrutor voltou a superfície, mais rápido que o planejado, me arrumei sem muito tempo para pensar. E, quando eu vi, já havia pulado. Foram 45 INCRÍVEIS minutos submersa a 15m de profundidade. O mergulho era de 30 min, mas como algumas pessoas haviam desistido pude usufruir desse tempinho extra.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Outra experiência inesquecivél foi passar um dia numa aldeia índigena vizinha. Tinha muita vontade de conhecer a cultura indígena, entender um pouquinho de como viviam e toda aquela conexão com a natureza. O meu guia me acompanhou, me apresentou na tribo como "amiga" e não turista e assim pude aproveitar o dia ao lado deles.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
O último passeio que queria fazer era até a famosa praia do Espelho. Adoro praia e toda aquela calmaria. Não podia ter sido melhor...
 
Além disso saí todas as noites, fiz amigos na cidade, conheci baianos, paulistas, mineiros, todo tipo de gente. Íamos jantar, comiamos acarajé, bebiamos capeta rs, passeavamos pelo centro, arraial, etc.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Como se não bastasse tamanha realização, ainda fui presenteada. Uma das minhas fotos (imagem abaixo) foi selecionada e foi para a edição de novembro da minha companhia aérea favorita.
 
viajar-sozinha-mulheres-viajantes
 
Aprendi que quando sorrimos, a vida sorri de volta. Só precisamos de coragem e as coisas vão acontecendo naturalmente. Voltei completamente realizada e só consigo pensar: Quando será a próxima viagem? Qual será meu próximo destino? Vamos nessa???

 

Texto: Mariana Prismich
Foto: Mariana Prismich

 

 

Você sabia que com o Cartão Woman Trip você tem desconto em hospedagem em Porto Seguro? É super simples, basta você solicitar o seu através do link womantrip.com/cadastro_cartao/